julho 01 2019 0Comente
Microsoft lança AcademIA, plataforma de capacitação com cursos gratuitos de inteligência artificial

Microsoft lança AcademIA, plataforma de capacitação com cursos gratuitos de inteligência artificial

A Microsoft anuncia o lançamento de uma nova plataforma de ensino, o AcademIA, que disponibilizará 12 módulos gratuitos sobre inteligência artificial (IA) – desde a introdução básica até a tecnologia, à sua linguagem de programação e aplicações. A iniciativa faz parte do compromisso da Microsoft de democratizar a inteligência artificial, proporcionando capacitação na tecnologia para profissionais no mercado de trabalho e para estudantes, com o objetivo de aprimorar as habilidades necessárias para os empregos do futuro.

O lançamento da plataforma foi feito pelo VP Global de Educação da Microsoft, Anthony Salcito, que ressaltou a necessidade da inserção da tecnologia na preparação dos profissionais para o futuro do trabalho. “Vivemos em uma época de mudanças tecnológicas sem precedentes, com uma economia e mercado de trabalho em rápida evolução. Precisamos considerar que 65% dos alunos de hoje farão trabalhos que ainda não existem. Estamos lançando hoje no Brasil nossa plataforma AcademIA com treinamento gratuito em IA, porque acreditamos que todos devem ter a oportunidade de experimentar os benefícios da IA ​​e participar da criação da nova economia digital”, explica.

Para Rodrigo Baggio, presidente da organização social Recode, um dos parceiros que implementarão os cursos disponíveis em português da plataforma, “a inteligência artificial transformou a forma como trabalhamos, vivemos e nos relacionamos. É absolutamente inspiradora a iniciativa da Microsoft de capacitar jovens para ajudar a formar uma nova geração que saiba fazer uso consciente, ético e qualificado das tecnologias exponenciais. Empoderar as novas gerações digitalmente é o caminho para humanizar a 4ª Revolução Industrial”.

Além da Recode, outros cinco parceiros estratégicos da Microsoft serão responsáveis pela implementação dos cursos do AcademIA. São as organizações: IOS – Instituto de Oportunidade Social, Instituto Gerando Falcões, The Trust for The Americas, Eidos e ATN – Associação Telecentro de Informação e Negócios. A Microsoft está aberta a novas parcerias para facilitar o acesso à plataforma AcademIA, beneficiando mais profissionais e interessados em aprender sobre inteligência artificial.

O curso de Inteligência Artificial contempla 12 módulos, sendo eles: “Introdução à Inteligência Artificial”, “Introdução a Python para Ciência de Dados” – ambos já disponíveis em português –, além de “Matemática Essencial para Machine Learning: Edição Python”, “Leis e Ética para Dados e Analytics”, “Métodos de Pesquisa para Ciência de Dados: Edição Python”, “Princípios de Machine Learning: Edição Python”, “Explicações sobre Deep Learning”, “Explicações sobre Reinforcement Learning”, “Processamento de Linguagem Natural (NPL)”, “Sistemas de Reconhecimento de Voz”, “Visão computacional e Análise de Imagens” e “Microsoft Professional Capstone: Inteligência Artificial”.

A Microsoft também oferece outros cursos sobre inovação e nuvem. São oito conteúdos de “Administrador do Azure” e seis de “Azure Developer”, além de 18 aulas sobre “Ciências de Dados” e outras seis sobre “Ambiente de Trabalho Moderno”.

A previsão é que até 2020 todos os cursos da plataforma AcademIA estejam disponíveis em português. Conheça mais sobre o projeto pelo portal.

Estudo sobre IA e os efeitos no mercado de trabalho

Para avaliar os efeitos da IA ​na economia brasileira, incluindo aumento do PIB e a transformação nos empregos, a Microsoft encomendou uma pesquisa da FGV (Fundação Getúlio Vargas) Projetos, área de assessoria e pesquisa da instituição, que apontou os efeitos da inteligência artificial no mercado de trabalho. De acordo com o levantamento, a população menos qualificada tende a sofrer mais os efeitos da maior utilização de IA.

Os dados indicam uma demanda por profissionais mais qualificados que, consequentemente, receberão os maiores salários. Contudo, o levantamento aponta que haverá um aumento da produtividade e maior bem-estar para a sociedade no futuro. A pesquisa investigou o impacto da introdução da IA em mercados-chave no Brasil – Agricultura e Pecuária, Transporte e Comunicação, Óleo e Gás e Setor Público – que, conforme as contas nacionais do IBGE (2016), juntos representam 36,4% do PIB do País. O estudo revelou que a adoção de IA nestes setores pode impulsionar a taxa de crescimento do PIB em até 6,43% no acumulado de 15 anos.

Empregos no Setor de TI

De acordo com o Relatório Setorial de TIC da Brasscom, Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, atualmente no mercado existem mais de 845 mil empregos no setor de TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação), e uma demanda de 420 mil profissionais entre 2018 e 2024. Esta demanda representa 70 mil profissionais de TI por ano até 2024 para uma oferta de apenas 46 mil formandos por ano.

Acordo de cooperação

Como parte da capacitação para a força de trabalho do futuro, durante a visita do CEO Satya Nadella, em fevereiro deste ano, a Microsoft anunciou um acordo de cooperação com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e o Serviço Social da Indústria (SESI) para apoiar a educação e a capacitação da força de trabalho em inteligência artificial no Brasil. Por meio da parceria, foram disponibilizados quatro cursos gratuitos sobre o tema no site mundosenai.com.br. A plataforma aberta pode ser acessada tanto por alunos do SENAI e do SESI quanto por qualquer interessado em aprender sobre IA.

O acordo estabelece uma colaboração mútua para qualificação profissional em inteligência artificial para todo o público atendido pelo SESI e pelo SENAI, com o objetivo de desenvolver e qualificar profissionais para as vagas demandadas no mercado e novas profissões que vão requerer diferentes habilidades e competências nos próximos anos.

Fonte: Microsoft Brasil

leandro

Trabalha no mercado digital desde 2007, com foco no desenvolvimento de cursos, site, sistemas e mídia digital, fundou a BlueStudio no ano de 2009, é também é um dos fundadores do Mercado do Ônibus e desenvolvedor da VendasBus, Shost e BoxEducação.